quinta-feira, 19 de junho de 2008

Depois da tempestade, a bonança!

Foram duas semanas definitivamente estressantes. Havia tanto a ser feito, havia tanto trabalho, até parecia a "PG".
O esgotamento físico e mental foi tanto que resultou num chilique daqueles na quarta-feira. Sai de baixo, a fúria da Juliana chegou!! Foi mais ou menos isso...
A parte boa é que já era quarta e na sexta-feira tinha um feriado pra reanimar...
Lembra da "posturazinha de secretária"? Então, passei a semana comprando presentes para o dia dos namorados. Sim, continuo solteira. Não, os presentes não eram para mim. Ironia do destino, talvez. O fato é que eu realmente não me importei. Geralmente, os solteirões convictos assim como eu, dizem horrores dessa data. Pura dor-de-cotovelo. Deixa os enamorados serem felizes, pôxa! rsrs...
Sexta-feira, feriadão, dia do padroeiro Santo Antonio. Coitado do Santo. Por causa da sua fama de "casamenteiro" é judiado pela galera "solteira-desesperada-à procura". Bom, tendo em vista meu vasto currículo de enroscos e enrascadas, prefiro não conflitar com o "Tonhão".
Esse feriado foi realmente especial. O convite da família Clementino para passar o dia em Cordeiro foi uma injeção de ânimo em minhas veias.
O riso transformado em gargalhada, o mundaréu de comida (sorvete, almoço, vinho, chocolate, biscoito, bolo, pastel, sorvete, vinho), os passeios, a amizade, os micos (foram muitos!), as fotos, os jogo (Ludo! qto tempo...), o show (Jair Rodrigues - grande artista!)... E finalmente, cabeça fresca e alma tranquila. Um verdadeiro bálsamo.
Mas essa história não pára por aqui. Só que tem coisas que é melhor nem comentar. Tipo assim: "quanto mais mexe, mais fede!" rsrs...
Depois veio o sábado e com ele, um showzaço da Ivete Sangalo (um verdadeiro furacão!).
E domingo, com todo o corre-corre que o Crisma proporciona, trouxe rapidinho a "segundona que eu adoro tanto!"
Mal pisquei os olhos e já é quinta-feira novamente. O tempo voa!
A saudade aperta.
Esse sentimento avassala.
A esperança renasce. A espera continua.
Eu estou aqui. Você é que está longe...

4 comentários:

Rick disse...

è JUju é ingraçado q quando escrevemos sobre a nossa vida, percebemos q tuda passa, tudo é passageiro, mas tem coisas q ficam, como por exemplo os sentimentos, ou seja os rizos, os micos, a alegria, a tristeza e até mesmo o amor q muitas vezes é sofrido, mas q por fim se torna bom...sempre pq o amor se renova a cada dia, pois encontramos a força nakilo q um dia hum ser supremo e soberano disse..."ame a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo".

bjs no coração jú...te adoro!!.

Dani Fontana disse...

Oiee Jules!! Q lindo o q vc escreveu!! Dór rei! rs

Tava pensando, vamos fazer um blog juntas?? O q acha??

Espero, de coração que você tenha mtos fds iguais a esse q vc descreveu eeee cada vez progredindo +!! hehe Né?!

Bjs bjs
Amo-te xururu

thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
thiago disse...

Oi Ju...eu de novo.

Cordeiro te espera......na proxima viagem vai ser ainda melhor, pode ter certeza.

Beijao Ju